Total de visualizações de página

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Poema do Amigo Aprendiz




Quero ser o teu amigo.
Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade,
sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...

Texto atribuído a Fernando Pessoa
Imagem da Internet 

Para a amada Patrícia, no dia do seu niver.
Um beijo.

5 comentários:

patricia disse...

....E num pacote azul, com laço cor de rosa, adornado por uma pequena florzinha, havia um simples bilhetinho que acompanhava um cartão que falava de amizade.
Ao abrí-lo, perfumou-se a mão, perfumou-se a mesa, perfumou-se a tarde, perfumou-se a vida...
Que cheiro tinha?????
Tinha cheirinho de amizade....

Obrigada amada amiga de hoje e de sempre!
bjs
Patricia Petro

Cláudia disse...

Este texto também é demais, especail como voc6e e nossa bela amizade...vou postar, um dia...
Bjo

Tays Rocha disse...

que lindo, vou correndo deixar meu abraço prá ela, e ainda bem que temos você como nossa amiga! Beijocas ♥

Cláudia disse...

:)

Dri disse...

Que lindo.
Nossa amiga é super merecedora de tanta delicadeza.

Beijos pro´cê.