Total de visualizações de página

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Bom dia!


"Linhos e linhas nas linhas da alma. O artesanato das mãos atingia as origens de nossas causas. O que bordávamos no pano bordávamos mesmo era dentro de nós. Os ciúmes, os desejos secretos, os medos sem causa, os justificáveis. Em cada linha e cor, um respiro de esperança, um pedacinho de dor. Sou mulher de bordados extensos. Nunca temi a demora das tramas..."

Pe. Fábio de Melo
Imagem Tirei daqui

5 comentários:

Tays Rocha disse...

Isso é tão lindo e tão real prá mim... as cores, o bordado, os sentimentos, a espera... está no meu Pinterest, no meu Twitter. Beijos amiga mais amada, saudades ♥

Iara disse...

Cláudia, cada bordado é uma poesia, a bordadeira faz poemas com linhas e cores, montando imagens e trançando nas linhas do desenho suas dores, seus amores, seu coração.

ANGELA disse...

Lindo texto e tão correto em cada frase.Sempre que olho bordados sinto um pouco do coração de quem fez em cada traço.Ótima quinta.Bjobjo

Patricia disse...

Pura poesia!!!
E somos todas um bordado,complicado,cheio de entremenhos,não é mesmo minha amiga?!
bjs
O.B.S:adoro sempre falar com você pelo telefone,é muito bom!
Patricia Petro

Cláudia disse...

Concordo com vc em gênero, número e grau...rs o avesso pode ser complicado, cheio de linhas e pontos mal arrematados, mas o direito, sempre é de muito bom gosto e boniiiiiiiiiiito, toda vida.
Também gosto de falar com vc, me acalma e me faz mais feliz!
Boa noite, um beijo.